About Me

Após polêmica racial, Nubank contrata ativista do movimento negro

Monique Evelle vai coordenar criação de área do banco em Salvador

Depois de se envolver em polêmica racial em 2020, o Nubank está tentando mudar sua política interna com novas contratações. O banco anunciou nesta segunda-feira (22) que a empresária e ativista do movimento negro, Monique Evelle, agora faz parte da equipe e vai atuar como consultora da empresa.

No ano passado, a fundadora do Nubank, Cristina Junqueira, em entrevista ao Roda Viva, disse que a empresa não podia “se nivelar por baixo” para buscar diversidade na equipe. Depois da declaração de Junqueira, o banco passou a preparar um conjunto de ações para combater o racismo estrutural.

Agora na equipe, Monique Evelle vai coordenar a criação de um centro de tecnologia e experiência do cliente em Salvador. Também atuará na área de diversidade do Nubank com startups lideradas por empreendedores negros.

Em outubro de 2020, na esteira da repercussão sobre a fala de Junqueira, Evelle publicou críticas ao Nubank nas redes sociais. A ativista dizia que palestrou em um evento do banco em 2019 para falar justamente sobre a importância do engajamento dos líderes das empresas nas questões raciais, porém a direção não participou do debate.

Se os CEOs, VPs [vice-presidentes] e demais lideranças da empresa não se interessam pelo assunto, ou colocam outras prioridades para resolver em um momento importante de reflexão e debates sobre pluralidade, não faz sentido nenhum ter comitês de diversidade”, escreveu Evelle no Linkedin.

Fonte: Folha de S.Paulo Foto: Divulgação  Reprodução: Web Rádio Itatim Notícias 

Postar um comentário

0 Comentários


TODOS CONTRA O CORONAVÍRUS